0
Amadurecimento Aniversário Auto estima Crescimento Felicidade Seguir em frente Vencer

Feliz Aniversário

27 de setembro de 2015
Já tive medo de crescer, enrugar a pele e ganhar as manchas da idade. Ter os cabelos embranquecidos pelos anos e pelos problemas. Ver os seios e o bumbum ficarem flácidos. Imaginava as dobrinhas entorno dos olhos e um arrepio me subia a espinha. Do alto dos meus 15 anos, supunha saber tudo. Era dotada de verdades e dogmas, diplomada em autenticidade e franqueza. Eram coisas da idade, não me repreendo. Do alto dos meus 15 anos, constatei que, apesar de ter subido muitos degraus, ainda estava na subida da montanha, com um longo percurso a ser seguido. Ergui a cabeça e continuei. O caminhar dos dias me levou a outros lugares, conheci mais do mundo e um pouco mais de mim – ainda há muito dos dois para se descobrir. Completo hoje a última idade da casa dos vinte. Alguns acreditam que estou atravessando o portal entre a juventude e a fase adulta. Eu não tenho tanta certeza disso. Se haverá uma transformação, não sei, também não espero que ela ocorra. Diferente dos meus 15 anos, hoje penso na relatividade de tudo. Tento ver as muitas verdades por traz de um fato. Penso na jornada mais como uma planície do que como um monte, com caminhos alternativos, atalho e outros rumos. A ansiedade de outrora desacelerou e existe um tempo que precede cada movimento, cada escolha, cada passo.  Me demoro em ver as flores, em sentar na grama no fim da tarde, em molhar os pés no riacho, em pegar uma ou outra fruta do topo da árvore. Desisti de pegar as maçãs apodrecidas da grama, mesmo sendo mais rápido. Minha autenticidade deu lugar a simplicidade do meu eu, afinal como ser mais autêntico do que sendo você?! A franqueza cedeu lugar, pelo menos em parte, para a delicadeza. E ando guardando alguns pensamentos só para mim. Quer saber se eu perdi o medo de envelhecer? Não! Porém, como tudo em mim, ele amadureceu. Hoje não são os aspectos físicos que me afligem. Quero mesmo é ter mais tempo para viver, comemorar a felicidade da minha família, ter mais tempo na roda de amigos e que ela seja cada vez maior, mais diferenciada, menos excludente. Quero abraçar todos aqueles abraços que deixei passar. Beijar, vagarosamente, os beijos apressado já dados. Não fujo mais do tempo, nem ele me assombra mais, em algum momento sei que iremos nos esbarrar e, aí meu amigo, bateremos um papo, como velhos conhecidos que somos.

Você também pode gostar de

35 Comentários

  • Reply
    Lady Salieri
    27 de setembro de 2015 at 21:33

    Aniversário é sempre uma época de reflexão mesmo. Notei meio que a mesma coisa que vc depois de um tempo, a autenticidade cede lugar à simplicidade.Há uma aceitação maior do que somos, o que é bem legal. Ambas as coisas, a gente e a aceitação!

    Bjoo!

  • Reply
    Lu _sfn
    27 de setembro de 2015 at 22:38

    É isso ai Lady Sa! Se aceitar e se amar é fundamental para uma vida saudável!! Bjoks

  • Reply
    RScovino
    28 de setembro de 2015 at 15:42

    … Aos 52 anos, Luzinha, vejo- me, ainda, em transformação desde o corpo à alma, do coração ao pensamento… Pego- me por vezes, decidida e indecisa, tomada de atitudes, de ser, fazer e acontecer – como bem expôs o saudoso Gonzaguinha – e perco- me pensando no nada e no não sei o quê! Mas, detalhe, em nenhum momento penso que uso máscara, tampouco que possuo personalidade dobre. Simplesmente, sou livre para fazer mudanças, estipular como quero ser e estar, e desestruturar algumas normas comportamentais! Bem como você traduz "o ser quem você é e quer"! Claro, que uso de "um meio termo" para não chocar determinados olhos e não ser considerada como um ET… Ah! Jogo tudo isto na conta do Amadurecimento. Sim. Na conta dele! Ora, se os dias passam, coisas consequentemente acontecem, acompanhadas de estagnações e transformações… Significa que o meu estado sofre mudanças, amadurecimento! Bem, você quer saber se tenho medo do envelhecimento? Olha, fiquei muitos anos sem me preocupar, temer, impressionar… Porque não sentia tantas dores físicas que pudessem me limitar. Então, eu "enrolava", "comandava" meus pensamentos, porque não ouvia tão de perto os gritos dos tais incômodos… Agora, hoje, quando os ouço, paro, às vezes, quase sempre, pensativa no rendimento de minha máquina… Preocupo- me mais com a lentidão dos movimentos, do que, a pressa da aparição das rugas, da flacidez, dos grisalhos… Ah! Não posso esquecer de expressar do medo das exclusões de determinados grupos e ou não acompanhá- los a contento: jovens X menos jovens; menos jovens X terceira idade… Sabe, não quero obrigar a ninguém "ter paciência comigo"!… Mas essas diferentes idades quando compartilham um mesmo momento, promove reciclagem, ativação, alegria no cognitivo, no coração e vitamina todo o intelecto, o corpo e a alma! Tudo isso é vida! Enquanto se tem vida, vivemos tudo isso!

  • Reply
    RScovino
    28 de setembro de 2015 at 15:43

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

  • Reply
    Luana Carvalho
    28 de setembro de 2015 at 17:59

    Costumo pensar em muitas coisas no meu aniversário
    Amei o seu blog,tanto que já sigo o seu blog, se puder retribua?
    Meu instagran: @luanacarvalhoi (já estou te seguindo) e Meu blog: //meuestiloe.blogspot.com.br/
    Beijinhos.

  • Reply
    Lu _sfn
    28 de setembro de 2015 at 18:21

    Vou conhecer sim Luana! Bjoks

  • Reply
    Jessica Carvalho
    29 de setembro de 2015 at 11:33

    Lu, você é merecedora de todas as bençãos possíveis, não só na data do teu aniversário. Fazer aniversários são dádivas, mas viver em clima de festa todos os dias são privilégios que podemos e necessitamos aprender a cultivar; Você tem a beleza estampada no rosto, e isso minha amiga poucas conseguem manter por tanto tempo. Feliz em tê-la ao meu ciclo de amizade!

  • Reply
    Thato - Deveras Sente
    29 de setembro de 2015 at 14:15

    Parabéns Moça!, um pouco atrasado eu acho, mas acho valido rsrs Acho valida também toda essa auto avaliação que fez nesta data. Isso deveria ser habito em todos nós, é importante olhar pra si e ver o que mudou, o que não, e o que é preciso mudar. Parabéns também pelo texto, abraços!

  • Reply
    A Carioca
    29 de setembro de 2015 at 14:40

    A gente sempre sabe quando se encontra né..PARAAAAABÉNS Lu, que a cada ano você encontre mais mais palavras pra dividir com a gente!! beijoo

  • Reply
    Lu _sfn
    29 de setembro de 2015 at 14:42

    Feliz eu de ter conhecido gente tão bacana!!! E que tem tornado essa jornada tão divertida!!! Obrigada pelas palavras!! Bjoks

  • Reply
    Lu _sfn
    29 de setembro de 2015 at 14:43

    Obrigada Moço!!! O parabéns ainda vale, claro!!! rsrs Que bom que gostou! Volte sempre! Bjoks

  • Reply
    Lu _sfn
    29 de setembro de 2015 at 14:44

    Ô linda!!! Obrigada msm!!! Bjoks

  • Reply
    Dois Ursos
    29 de setembro de 2015 at 17:02

    Lu, parabéns, lindas palavras e texto inspirador como sempre, eu estou saindo da década de 20 e agora em março eu entro com pé direito naquela que será a minha melhor década. 3.0. Beijurso.

  • Reply
    Filipe Souza
    29 de setembro de 2015 at 21:02

    Primeiramente, parabéns, Luciana, e muitas felicidades. Sobre isso de uma idade específica dizer nosso grau de maturidade ou "adultisse", não sou muito crente, sabe… As experiências, mais do que os anos, é que verdadeiramente nos fazem. Alguns se tornam adultos por essa época, outros antes, outros depois. Dependendo do tipo de adulto (o responsável ou o chatonildo), minha vontade mesmo é nunca deixar de ser criança, olha. O ruim é que, mesmo querendo não ser chato, o mundo acaba nos moldando sem que a gente perceba. Mas uma coisa é certa, os anos nos fazem parar para pensar, e parece que aniversário é feito pra isso, pra gente olhar pra trás e ver o quanto mudou (seja pra bom ou ruim). Belo texto, aliás. Abraços!

    //aqu3m.blogspot.com.br/

  • Reply
    Lu _sfn
    29 de setembro de 2015 at 21:06

    Oie Lipe!!! (olha a intimidade da menina rsrsrs) não há idade mesmo, quem sabe aos 39 não vou escrever novamente sobre como me achava adulta, mas ainda não havia saído da adolescência. Quero manter a criança em mim sempre viva, é dela que vem meus sonhos, e quem somos nós se não um acumulo de sonhos esperando para serem vividos! Seja bem-vindo, entre e fique a vontade!

  • Reply
    Lu _sfn
    29 de setembro de 2015 at 21:07

    Ursinhos, já estou preparando a maior festa para os meus 30 anos!!!!! Vai acompanhando as palavras até lá e quem sabe vcs não vem comemorar cmg?! Bjoks

  • Reply
    gilmaravalente
    29 de setembro de 2015 at 21:07

    É quando lemos um texto como que sábemos a importancia de amadurecermos.
    Parabens Lu, que voce continue espalhando toda essa luz.
    Muita saude na sua vida.
    Nao parece de escrever..
    Beijao

  • Reply
    Lu _sfn
    29 de setembro de 2015 at 21:08

    Obrigada Gil! Esse carinho que me motiva! Como dizia o profeta: " Gentileza gera Gentileza!"
    Bjoks

  • Reply
    Gilma Vieira de Sá Freire
    29 de setembro de 2015 at 22:18

    Voce soube tornar leve aquilo que e dureza: envelhecer!

  • Reply
    Maria Ely Paiva Novelino
    30 de setembro de 2015 at 14:29

    Já tive muito medo de envelhecer,só que com o tempo percebi que quanto mais anos se passam mas maturidade adquirimos e aprendemos mais com a vida.Tudo que se vive são marcar para sempre,por isso viva ,curti e aproveita pois esse tempo não volta mais,não pense no que vai acontecer amanhã deixa a vida mostrar o caminho.VC maravilhosa pode crer que receberá muitas coisas boas.um grande bj.

  • Reply
    Lu _sfn
    1 de outubro de 2015 at 01:28

    Obrigada Ely, é sempre bom refletir, mas não devemos permanecer paradas! Bjoks

  • Reply
    Lu _sfn
    1 de outubro de 2015 at 01:29

    Que bom!! <3

  • Reply
    Beatriz Moura
    1 de outubro de 2015 at 10:19

    Amei o seu blog, sucesso e seguindo aqui, retribui? //prettywoman-on.blogspot.com.br/2015/09/raio-x-da-selena-gomez-layout-novo.html =)

  • Reply
    Lu _sfn
    1 de outubro de 2015 at 14:42

    Oi Beatriz, vou conhecer seu blog sim. bjok

  • Reply
    Nay Luiza
    1 de outubro de 2015 at 18:43

    Nossa, adorei o seu texto! Também morro de medo de envelhecer, vivo pensando nisso, é um saco 🙁
    Eu fico super animada pensando na festa do meu aniversário, ai no dia lembro que to 1 ano mais velha e bate aquela deprê, sabe? Fico pensando que nunca mais terei aquela idade antiga de novo e isso me deixa muito mal.
    Espero que com o tempo eu saiba lidar melhor com isso, rs. Em janeiro faço 24 <3

    //www.chadas22.com

  • Reply
    Lu _sfn
    1 de outubro de 2015 at 18:44

    Tbm tenho isso Nay, no dia eu fico meio deprê, mas aí eu levanto no dia seguinte com mais uma história pra lembrar! Isso faz diferença. Bjoks

  • Reply
    Manu
    2 de outubro de 2015 at 19:48

    Primeira coisa, parabéns atrasado Lu! Adorei o texto! Eu amo aniversário, adoro comemorar, mas ao mesmo tempo também sinto esse medinho de envelhecer. Acho que é normal. Ao mesmo tempo, acho que ir amadurecendo e se conhecendo melhor são as melhores vantagens dos aninhos a mais!
    bjs, querida!! :))
    Manu

  • Reply
    Bello Sonho Meu
    4 de outubro de 2015 at 12:46

    É tão difícil encontrar blogs de textos assim hoje em dia. Uma palavra que eu tenho para esse texto: Incrível. Conseguiu expressar a insegurança de milhões de meninas e mulheres ao redor do mundo com poucas palavras. O dom da palavra é um dos mais bonitos que alguém pode ter, parabéns e sucesso.

    //angelicabello.com

  • Reply
    Laura Brand
    4 de outubro de 2015 at 21:22

    Que texto lindo! Morro de medo de ir ficando mais velha e perceber que não vivi tudo o que gostaria de ter vivido. Mas acho que, como você disse, os medos envelhecem também e a gente vai vivendo do nosso jeito, crescendo e evoluindo no nosso tempo. Esse texto tocou uma parte de mim e me consolou bastante. Obrigada por isso e parabéns pelas palavras incríveis <3

    //nostalgiacinza.blogspot.com.br/

  • Reply
    Laila Lizzy
    4 de outubro de 2015 at 23:01

    Em primeiro lugar: PARABÉNSSSS! Vários dias atrasada, mas o que vale é a intenção, né? Acho que a gente deve comemorar cada dia que vivemos 🙂
    E que texto lindo é esse? Você escreve muito bem, Lu! Com certeza quero um livro futuramente com autógrafo e tudo, viu? <3

    Muito obrigada pela visita e comentário lá no meu blog, você sempre será bem vinda!

    Bjs,
    Laila.
    //www.escritoriando.com

  • Reply
    Lu _sfn
    4 de outubro de 2015 at 23:06

    Oi Manu, é sempre muito bom se conhecer, não importa quantos anos e sonhos já tenham se passado!
    Obrigada pelas palavras e pelos parabéns!!! Volte sempre!!
    Bjoks

  • Reply
    Lu _sfn
    4 de outubro de 2015 at 23:08

    Obrigada Angel!!! Principalmente pelo elogio do "Dom". A M E I!!! rsrsrs
    Volte sempre, sempre terá uma palavra de carinho aqui!!
    Bjoks

  • Reply
    Lu _sfn
    4 de outubro de 2015 at 23:10

    Oi Laurinha, sei que você escreveu palavras lindas, mas me fixei na parte onde meu texto te tocou. Pq é por isso e para isso que escrevo. Esse é o maior presente!
    Obrigada pela visita!!
    Bjoks

  • Reply
    Lu _sfn
    4 de outubro de 2015 at 23:11

    Obrigada você querida!!! O comentário foi sincero!!! E voltarei sempre sim, já guardei o end!! rsrsrs
    O livro ainda é sonho, mas o autógrafo já esta garantido!!! rs
    Obrigada pela visita!!
    Bjoks

  • Reply
    Estudante Aleatória
    24 de abril de 2016 at 15:13

    Conforme o tempo passa eu me pergunto se a criança dentro de mim tem orgulho de quem sou hoje, com muitas coisas a melhorar, é agradável fazer uma reflexão para ver onde estamos e para onde estamos indo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: